Grupos de trabalho

Eixo temático 1:
Circuitos de produção

  1. Fome e (in)segurança alimentar: esta sessão procura reunir trabalhos associados à (in)segurança alimentar e à fome. Podem ser apresentadas discussões teóricas sobre esses dois conceitos, seus limites e formulações, assim como pesquisas articuladas à problemática histórica da produção e do fornecimento de alimentos, das normas nutricionais e sanitaristas direcionadas às coletividades, da carência de alimentação e da fome, em seus aspectos nutricionais, culturais, sociais ou econômicos. Também haverá a possibilidade de abordar os intelectuais que se dedicaram a estudar e a discutir essas questões, sendo este um dos focos dos trabalhos aqui submetidos.
    Coordenação: Adriana Salay Leme (LEHDA-USP) e José Raimundo (Unifesp)

  2. Modelos regulatórios: está entre os interesses desta sessão a discussão de políticas relacionadas à produção, à circulação, ao consumo e à proibição de drogas e bebidas, além das intenções e implicações sócio-históricas dessas regulações. Trabalhos relacionados, de outras maneiras, à temática das drogas e das bebidas também serão considerados.
    Coordenação: Henrique Carneiro (LEHDA-USP) e Lucas Endrigo Avelar (LEHDA-USP e UERR)

  3. Circuitos globais: esta sessão busca trabalhos que tratem da produção, circulação e consumo de alimentos, em diferentes períodos e sob diversas perspectivas econômicas, culturais e sociais. Serão aceitos estudos acerca dos circuitos de commodities e outros gêneros alimentares, desde suas produções em pequena e grande escala, com distintos regimes de trabalho envolvidos, suas dinâmicas de importação e exportação. Incluem-se temas como plantations escravistas e outros tipos de unidades produtivas em vários períodos históricos, atendendo tanto a mercados globais quanto a circuitos regionais, além da demanda por estes itens. Objetiva-se, com tamanha abrangência, fazer a ponte entre as instâncias de produção e consumo, entendendo ambas como parte do mesmo processo de circulação global de alimentos pela história.
    Coordenação: Nicole Leite Bianchini (LEHDA-USP) e Isabela Rodrigues de Souza (LabMundi-USP)

  4. Abastecimento e comércio: serão enfocados, aqui, os meios de provimento e circulação de alimentos, para subsistência e comercialização ou por demanda coercitiva, em diferentes períodos, entre cidades e vilas/bairros rurais, dentro das comunidades tradicionais ou urbanas e fornecidos para grupos sob tutela de uma instituição como escolas, tropas, exércitos e templos.
    Coordenação: Luís Teberga (LEHDA-USP) e Rafaela Basso (Unicamp)

Eixo temático 2:
Circuitos de consumo

  1. Cultura material e patrimônio: esta sessão está aberta a pesquisas desenvolvidas sob a perspectiva da História, da Arqueologia e de outras áreas que enfoquem o estudo de artefatos e objetos associados ao ato de preparar, consumir e servir alimentos (incluindo, entre outros, utensílios manuais e mecânicos, artefatos indígenas, eletrodomésticos, louçaria, livros culinários e até mesmo receitas), nas interações entre a materialidade e os amplos aspectos da vida social e cotidiana. Também as formas de apropriação de objetos e ofícios relacionados à alimentação por órgãos oficiais de patrimônio ou a inserção deles em processos de seleção, aquisição, curadoria e exposição em museus estão entre as temáticas de interesse.
    Coordenação: Viviane Aguiar (LEHDA-USP) e Cintia Gama (pós-doutoranda no Museu Nacional/UFRJ, coordenadora do curso de gastronomia da FMU e pesquisadora da École Pratique des Hautes Études)

  2. Identidades e representações: este grupo de trabalho tratará de estudos sobre a constituição de identidades pessoais, coletivas, regionais ou nacionais e da construção de memórias a partir da alimentação entendida como sistema simbólico.
    Coordenação: Joana Pellerano (Centro Universitário Senac) e Maria Henriqueta Gimenes-Minasse (Universidade Anhembi Morumbi)

  3. Gênero: a relação entre gênero e comida é complexa e vem conquistando uma importante área dentro dos estudos sobre História da Alimentação. Este grupo de trabalho será um desdobramento da sessão “Identidades e representações”, separado dela pela relevância particular que essa área tem alcançado. A relação entre a alimentação, em seus mais diversos aspectos (sociabilidade, hábitos e gestos culinários, tabus e proibições, trabalho doméstico), e as identidades de gênero estará sob a atenção aqui.
    Coordenação: Joana Monteleone (Unifesp) e Bianca Briguglio (IFCH-Unicamp)

  4. Dietas contemporâneas: os assuntos referentes à constituição de regimes alimentares nos séculos XIX e XX, como o vegetarianismo e o veganismo, e suas implicações sobre as mentalidades e os corpos e, de forma mais ampla, a cultura e a sociedade terão espaço aqui.
    Coordenação: Janine Collaço (UFG) e Juliana Dias (Nutes/UFRJ)

***

Paper sessions

Main theme 1:
Production circuits

  1. Hunger and food (in)security: this session seeks to bring together papers related to food (in)security and hunger. Theoretical discussions about these two concepts, their limits and formulations may be presented, as well as researches articulated to the historical problematic of the production and the supply of food, the nutritional and sanitary norms, the lack of food and hunger, in nutritional, cultural, social or economic aspect. Another focus of this session is to discuss the approaches of intellectuals who dedicated themselves to study these issues.
    Coordinators: Adriana Salay Leme (LEHDA-USP) and José Raimundo (Unifesp)

  2. Regulatory models: among the interests of this session is the discussion of policies related to the production, circulation, consumption, and prohibition of drugs and alcoholic beverages, as well as the intentions and social-historical implications of these regulations. Any other theme related to drugs and alcohol beverages will also be considered.
    Coordinators: Henrique Carneiro (LEHDA-USP) and Lucas Endrigo Avelar (LEHDA-USP e UERR)

  3. Global circuits: this session is open to works relating to the production, circulation and consumption of food in different historical periods and from various economic, cultural and social perspectives. Studies relating to commodities and foodstuff circuits, from large and small production systems with diverse labor regimes, and their import and export dynamics are accepted. Within this range are included the themes of slave driven plantations and other types of productive units throughout history, supplying both global and regional markets, as well as their demand. The aim of this broad scope is to bridge the gap between production and consumption studies, with the understanding of both these instances as part of a same historical process of global market formation and circulation.
    Coordinators: Nicole Leite Bianchini (LEHDA-USP) and Isabela Rodrigues de Souza (LabMundi-USP)

  4. Supply and trade: this session will focus on the means of food supply and circulation, for subsistence, commercialization, or coercive demand, at different times, between cities and rural neighborhoods, within traditional or urban communities, and provided to groups under the supervision of an institution, like schools, troops, armies and temples.
    Coordinators: Luís Teberga (LEHDA-USP) and Rafaela Basso (Unicamp)

Main theme 2:
Consumption circuits

  1. Material culture and heritage: this session is open to researches from History, Archeology and other areas that focus on the study of artifacts and objects associated with the preparation, consumption, and serving of food (including but not limited to hand and mechanical tools, indigenous artifacts, appliances, tableware, crockery, cookbooks, and even recipes) in the interactions between materiality and the broad aspects of social and everyday life. Also the forms of appropriation of objects and crafts related to food by official heritage institutions or their insertion in processes of selection, acquisition, curating, and exhibition in museums are among our topics of interest.
    Coordinators: Viviane Aguiar (LEHDA-USP) and Cintia Gama (Museu Nacional/UFRJ, FMU and École Pratique des Hautes Études researcher)

  2. Identities and representations: this session will assemble studies on the constitution of personal, collective, regional, or national identities and the construction of memories based on food as a symbolic system.
    Coordinators: Joana Pellerano (Centro Universitário Senac) and Maria Henriqueta Gimenes-Minasse (Universidade Anhembi Morumbi)

  3. Gender issues: the complex relationship between gender and food is getting an increasing attention within Food History studies. This session will be a ramification of “Identities and Representations” session, separated from it exactly because of the particular relevance that this area has achieved. The relationship between food, in its diverse aspects (sociability, culinary habits and gestures, taboos and prohibitions, housework), and gender identities will be under attention here.
    Coordinators: Joana Monteleone (Unifesp) and Bianca Briguglio (IFCH-Unicamp)

  4. Contemporary diets: issues related to the constitution of dietary regimes in the nineteenth and twentieth centuries, such as vegetarianism and veganism, and their implications for mentalities and bodies and, more broadly, for culture and society will be on discussion here.
    Coordinators: Janine Collaço (UFG) and Juliana Dias (Nutes/UFRJ)